sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Enquanto Isso na Sala da Justiça...


O Carnaval 2010 vai se aproximando e começam as especulações para as tradicionais prévias carnavalescas e as atações que integraram a programação do Carnaval Multicultural do Recife.
Uma das prévias mais aguardada do ano, a "Enquanto Isso na Sala da Justiça", ainda não tem programação definida. A banda Eddie já confirmou sua presença desde o ano passado, em sua comunidade do Orkut; outra atração que foi dada como certa, pelo Jornal do Commercio, é a cantora Mart'nália. Ainda se especulou que o Orishas faria parte da prévia, mas o grupo cancelou suas apresentações pelas bandas de cá e, consequentemente, Pernambuco entrou no meio. Outros nomes que andam falando por aí como participantes da festa são Monobloco e Mano Chao (este último também cogitado pelo JC), mas, por enquanto, nenhuma confirmação. Resta saber também em qual dia será a prévia; se continuará no mesmo dia Baile Municipal - o sábado (6) que antecede a fólia de momo - ou se passará para sexta (5), como estão falando na comunidade da Sala. Os super-heróis terão mesmo que esperar mais um pouquinho pra saber a programação oficial.

7 comentários:

Paula Brasileiro disse...

Hhmmm!!! Vem coisa muito boa por aí, hein?!

Ana Billet disse...

Que ansiedade...talvez eu esteja pra esses lados...e quero saber logo quem serão meus heróis...
Beijo Ana Billet

Michele disse...

O melhor dia seria na sexta-feira dia 05/02

Terencio Amazonas Camelo disse...

FIQUEI SABENDO DISSO AI, Prévia ENQUANTO ISSO NA SALA DA JUSTIÇA...15 ANOS (06/02) com Orquestra Popular da Bomba do Hemetério, Eddie, Nação Zumbi e Mart'nália

Anônimo disse...

ACHEI A PROGRAMAÇÃO DO BAILE SALA DE JUSTIÇA MÉDIA, PORÊM ESTAREM LÁ.
QUERIA MUITO VER JOÃO DO MORRO ESCRACHANDO A GALERA COM SEU RITMO "DEPREVADO" E ORRORIZANDO OS BURGUESINHOS QUE FREQUENTAM A FESTA.

Margareth disse...

IDENTIDADE MÓRBIDA






Senhores,

Eu sou Margareth, cidadã pernambucana, torcedora e orgulhosa da nossa cultura que nessa época de carnaval mais aflora, mais contagia os pernambucanos em qualquer dia e lugar onde esteja, assim mesmo, na rua, no mercado, no clube, no barzinho da esquina, é só pegar aquela bermuda com aquele chapéu velho de guerra, a camisa aberta no peito e pronto, tá tudo certo pra cair na folia, e como não podia deixar de ser, lá se vão as meninas, sempre em grupo, as mais mocinhas com seus shortinhos curtos caminhando rápido pra chegar no mesmo local pra onde estão indo as menos moças, com uma rosa no cabelo, um risco no olho, um colar ousado, do jeito que a gente sabe fazer pra combinar com o que todas nós mais sabemos fazer: dançar frevo. Na rua Bom Jesus acompanhando o Bloco da Saudade e Bloco das Flores. Na Rua da Aurora o Encontro dos Blocos, no Mercado da Madalena a Língua do Jairo, no Mercado da Boa Vista Nem Sempre Lili Toca Flauta. Tudo tão cheio de pernambucanidade que realmente temos que ser orgulhosos do que temos aqui.

Depois de vivenciar toda essa folia itinerante, assisti no domingo, no Clube Internacional do Recife, um encontro festivo da sociedade intelectual recifense, um verdadeiro mega encontro de pessoas cultas e bem sucedidas, num ambiente colorido, cheio de fartura, tudo lindo...lindo...lindo... e lá no palco, jogo de luzes, fumaça, e protagonizando o evento um show de música baiana que se estendeu até as 4 horas e meia da tarde, animadíssimo, o salão cheio todo o tempo. Foi o que mais vergonhoso meus olhos já viram. Protestei junto a diretoria, com um jornalista, até ao Rei Momo pedi que não fosse dançar axé pelo amor de Deus. E foi graças a Ele que a orquestra começou a tocar nosso frevo, com direito a show pirotécnico, brincadeiras com o frevo em vários rítmos, um presente, e aí sim, meu coração acalmou. Ufa! ...........eu não estava preparada pra ver o que vi, não mesmo.

Nossa identidade carnavalesca está escorrendo pelo ralo da pia, está agonizando, e nossos jovens não deveriam vivenciar tamanha insensibilidade dos organizadores desse já tradicional bloco.

Os organizadores do Galo da Madrugada admitem bandas totalmente fora do nosso padrão cultural, uma aberração! Desvio de conduta! Insensibilidade! Subestimar nosso entendimento cultural? O que se passa? Falando nisso e pra eu não perder o fôlego, por onde anda Claudianor Germano, Alceu, Lenine, Geraldo Maia, Nóbrega, Naná ... e tantos mais, todos respirando pernambucanidade pelos poros, pela garganta, pelos dedos, prontos pra fazer o folião genuinamente pernambucano feliz.

Esse é o mote.

Dia 9 de fevereiro, Viva o frevo, viva nosso carnaval.

Anônimo disse...

I do trust all the concepts you've offered for your post. They are very convincing and will certainly work. Still, the posts are very quick for starters. May just you please extend them a bit from subsequent time? Thank you for the post.

my blog click here