sábado, 20 de setembro de 2008

1º dia Cobertura No Ar Coquetel Molotov 2008


A primeira noite do No Ar Coquetel Molotov 2008 foi maravilhosa, prova que o festival vem crescendo a cada ano. Com os ingressos esgotados dias antes, o público compareceu em peso para conferir as belíssimas atuações das bandas escaladas pelo festival. Uma boa quantidade de pessoas foi na esperança de conseguir arrumar ingresso para o primeiro dia, mas não conseguiu. Quem chegou cedo, mesmo sem ingresso para o teatro, presenciou as excelentes apresentações da sala cine, que podiam ser conferidas de graça. Shows dignos de palco principal.

A primeira atração da noite foi a banda paraibana Burro Morto, que conseguiu envolver o público que chegou cedo para conferir os shows da Sala Cine. Sua sonoridade com elementos de afrobeat, jazz, funk, psicodelia fez as pessoas ficarem sentadas de olhos atentos à ótima apresentação da banda.

A banda de Joseph Tourton trouxe um público quantitativo para presenciar a sua excelente apresentação. O público presente, agora de pé, assistiu a um dos melhores shows da noite, que contou com a participação do trompetista Luyde, uma espécie de integrante convidado da banda. Já no final, um garoto fantasiado de Joseph Tourton conseguiu tirar da platéia o pedido de bis e a banda vem com uma versão de Coco Dub, de Chico Science & Nação Zumbi. Um show muito bom.

Durante apresentação da Bandini, de Natal, que tem influências do pós-punk, o público foi passear pelo salão do centro de convenções da UFPE. A banda fez seu show para um público pequeno e ainda contou com problemas técnicos. Apesar das dificuldades, o grupo potiguar conseguiu fazer um show bom.

Guizado
foi a última atração da Sala Cine. O público voltou e aprovou a apresentação da banda; todos de pé dançaram e aproveitaram o instrumental de qualidade apresentado pelo grupo, que tem à frente o trompetista Guilherme Mendonça. No repertório, canções do Punx, disco de estréia que traz batidas tiradas de sintetizadores analógicos e equipamentos de gameboy, criando uma sonoridade futurista. O show foi muito bom e deixou um gostinho de quero mais para o público presente.

Já no teatro, a primeira a atração foi a banda Júlia Says, que investiu em suas novas canções do EP Menos é mais. Com uma quantidade de pessoas relevante, a maioria concentrada aplaudiu a boa apresentação da banda. O show ainda contou com a presença de Guilherme Mendonça (o Guizado), em Ondas e Barcos; levantando a platéia, ele fez parte da festa de comemoração da banda já que no ano passado, no mesmo Coquetel Molotov, a Júlia Says estava distribuindo seus EP’s entres jornalistas e artistas. Foi uma festa bonita que deu o ponta pé inicial na noite no teatro.

A segunda atração a subir ao palco foi a Cidadão Instigado. Escalada de última hora por conta do cancelamento do show da Vanguart, a banda deu um show realmente, fazendo com que as pessoas não sentissem falta da banda divulgada anteriormente. No repertório, clássicos como O tempo, Os Urubus só pensam em te comer e O pobre dos dentes de ouro levantaram a platéia que cantou junto com a banda; uns se levantaram e dançaram enquanto outros ficaram sentados observando o som de qualidade apresentado pela banda. Show excelente.

Shout Out Louds, banda que faz parte da Invasão Sueca, fez o público ficar de pé para ouvir suas canções bem executada,levantou a galera literalmente. O grupo, formado por 5 integrantes, Adam Olenius (voz), Ted Malmros (baixo) e Carl von Arbin (guitarras), Eric Edman
(bateria) e Bebban Stenborg (vocais e teclados), foi aprovado pela platéia que dançou e até mesmo cantou algumas canções da banda.

Marcelo Camelo era sem dúvida o show mais esperado da noite. O público, para suprir a necessidade de Los Hermanos lotou o teatro da UFPE e, afinadíssimo, cantou todas as canções do recém disco “Sou” e algumas canções para matar a saudade de sua banda Los hermanos. Foi uma apresentação impecável acompanhada da excelente banda Hurtmold. Como Camelo mesmo disse, com toda sinceridade do mundo, “Tinha que ser aqui, tinha que ser hoje e tinha que ser com vocês”, demostrando o carinho que tem pelo público recifense.
O show ainda contou com a participação de Mallu Magalhães, atração do segundo dia do festival, que se emocionou ao participar da apresentação do ídolo e chorou em seus braços. No final, quando Marcelo Camelo volta para o bis, toca a canção de Mallu, “Tchubaruba” e ela entra no palco mais uma vez emocionada.

A apresentação de Marcelo Camelo valeu realmente a pena ser o mais esperada da noite.


Depois postaremos as fotos da cobertura.

Por: Tarcísio Camêlo

4 comentários:

Anônimo disse...

DIVULGUEM
Show
MARGARIDA
DE
INVERNO

ENTRADA FRANCA

FESTA DOS EX-ALUNOS CONTATO, VAMOS MATAR AS SAUDADES.


NESTE SÁBADO 27/09/2008 ÀS 11:30 am (da manhã) NO CATAMARÃ (EM FRENTE AO FORTE DE CINCO PONTAS)




MAIORES INFORMAÇÕES:
CARU METAL (81) 9232.5181

lila disse...

Cidadão e Guizado foram os melhores!!!!!!

Patricio disse...

Guizado, Cidadão e Joseph foram o bicho...

guia privado disse...

La verda quiero decir gracias por la tema y tu trabajo que escribiste muchas cosas todos son muy buenas y interasantesexcursiones en estambul
estambul tours
tours estambul
viaje estambul
medikal ürünler
ortopedik ürünler
cerrahi aletler
medikal giyim
guia de estambul
excursion in istanbul