domingo, 21 de setembro de 2008

Cobertura: No Ar Coquetel Molotov 2008, 2° dia.


A Segunda noite do No Ar do Coquetel Molotov 2008 mostrou mais uma vez que o festival cresce a cada ano; a Sala Cine, o teatro e o hall do centro de convenções, todos lotados.

Com atraso, a primeira atração da noite foi a banda Pocilga Deluxe que divertiu o público com canções como “Amor de cemitério”, “Paris é uma festa” e “Garota da Aurora”, ainda brincou desafiando o público com uma gincana, quem acertasse todos os filmes que passasse no telão ganharia o CD da banda. Na ocasião, aproveitou para apresentar o seu disco. O show foi curto e divertido.

Zeca Viana & Onomatopéia Bum foi a segunda banda a subir ao palco. Apresentando experimentalismo e psicodelia, conseguiu tirar a atenção do público que lotou a Sala Cine e ainda dedicou um Folk ao produtor do Vanguart, o malvado (segundo Zeca). A platéia lamentou o final da boa e engraçada apresentação.

Akin, com o seu rap cheio de balanço, colocou o público para dançar na Sala Cine. O músico trouxe um jeito de se fazer música com um instrumental muito bom e mostrou que ainda pode obter originalidade no caminho trilhado pelo rap. Fez uma boa apresentação.

Devido aos atrasos ocorridos, o show da banda Sueca Club 8 acabou ocorrendo no mesmo momento que Catarina, que tocou no palco do Teatro.

Catarina foi a primeira atração do Teatro da UFPE e brincou com fãs de Mallu Magalhães distribuindo chocolates; as pessoas dançaram e se divertiram com as canções bem arranjadas e com letras descontraídas. O show ainda contou com um cover da música Pica-Pau, de Vício Louco. Bem aplaudida, foi um dos melhores shows da noite.

Final Fantasy, Owen Pallett (também conhecido pelo seu trabalho como violinista no grupo Arcade Fire), foi o momento mais bonito da noite. O público todo sentando apreciou a excelente apresentação do canadense. Tocando violino com um sampler controlado por pedais que simultaneamente gera loops tocados por ele, foi sem dúvida um dos melhores momentos do festival.

Mallu Magalhães, a atração mais esperada da noite, deixou o público eufórico; todos queriam ver a sua apresentação para falar bem ou mal. Os fãs enlouquecidos na frente do palco cantaram e interagiram com ela e sua boa banda. A noite ainda contou com a participação especial de Marcelo Camelo, repetindo o feito da noite passada, quando Camelo a chamou para participar de seu show. Fizeram novamente uma excelente parceria e ainda tocaram a música “Morena”, de Los Hermanos, para delírio dos fãs da banda. Mallu ainda tocou canções dos seus ídolos Bob Dylan, The Beatles e Johnny Cash. Deixando os rótulos de fofura de lado, Mallu Magalhães fez uma apresentação muito boa.

Peter Bjorn And John foi a última atração da noite e sacudiu o público que ficou até o final. A banda vem pela primeira vez ao Brasil pelo projeto Invasão Sueca e fez com que suas músicas instigantes levantassem a platéia que, mesmo cansada, ficou de pé para dançar ao som da banda. Ainda se preocuparam em falar frases em Português como “eu amo Recife” para ganhar o público local, mas o melhor momento do show foi na hora do maior sucesso da banda, a música Young Folks (do disco “Writer’s Block”), quando todos se levantaram e cantaram junto com os suecos. No final, o público pediu bis e aplaudiu bastante.

Assim se encerra mais uma edição do Festival No ar Coquetel Molotov e já começam as expectativas para 2009.

Por: Tarcísio Camêlo.

2 comentários:

lila disse...

"Ele é malucoooo
o pica-pau ele é malucoooo"


uhuhuhuhuhhuuhu!


Eu quero te amar, sarará.

hahahahahha!

bondimais!!!

duda disse...

Catarina foi classe!